sábado, 5 de fevereiro de 2011

Obrigada Senhor Jesus , pelo seu amor sem limites
Agradeço aos meus pais , que sempre me ajudaram
A minha adorada filha Joanna e irmão
Ao Professor Alisson que deu o seu melhor.
A todos que diretamente ou indiretamente,me ajudaram
Estarei terminando o curso em 12 de fevereiro de 2011 acredito assim ,ja que fiz todas as provas
DESCULPE, FOI ENGANO... Autor Desconhecido

Era uma vez um rapaz que tinha muitos problemas. Constantemente, em suas orações, ele pedia que Jesus viesse visitá-lo no seu sofrimento. Um dia, Jesus bateu a sua porta, ele maravilhado, convidou-o a entrar, e Jesus sentou-se no sofá da sala. Na mesinha de centro encontrava-se uma Bíblia aberta no salmo 91. Numa das paredes estava pendurado um bordado com o salmo 23 e na outra um quadro da Santa Ceia. Senhor Jesus, disse o jovem, em primeiro lugar gostaria de dizer que é uma honra recebê-lo em minha casa, conforme o Senhor deve saber, estou passando por algumas dificuldades e preciso muito da sua ajuda... Filho interrompeu Jesus, antes de conversarmos sobre os seus pedidos, gostaria de conhecer sua casa. Onde é o lugar que você dorme? No mesmo instante o rapaz se lembrou que guardava, no quarto, umas revistas terríveis e se apressou em dar uma desculpa: não, Jesus, lá não! Meu quarto não está arrumado! Bem, disse Jesus, e a cozinha, posso conhecer sua cozinha? O rapaz lembrou que na cozinha havia algumas garrafas de bebidas que ele não gostaria que Jesus visse. Senhor desculpe, mas prefiro que não, respondeu o rapaz, a minha cozinha está vazia, não tenho nada de bom para oferecê-lo. Neste instante, um barulho forte interrompe a conversa. Pam, pam, pam...!Era alguém que batia furiosamente na porta, o rapaz se levantou assustado, e foi ver quem era. Abriu a porta meio desconfiado, e viu que era o diabo. Sai da frente que eu quero entrar! Gritou o tentador. De jeito nenhum, respondeu o rapaz, e assim começou a briga.
Com muita dificuldade o homem conseguiu empurrar o diabo e fechar a porta. Cansado, o rapaz voltou para sala e continuou: Então, Jesus, disse ele, como eu estava falando com o senhor, estou precisando de tantas coisas... Mas, outra vez a conversa é interrompida por um barulho forte que vinha da janela do quarto. O rapaz correu para ver quem era e ao abri-la se deparou, novamente, com o diabo: Agora não tem jeito, eu vou entrar! Disse o inimigo. Mais uma vez o rapaz se debateu com ele e conseguiu trancar a janela. Senhor, disse ele, desculpe a interrupção, conforme lhe dizia... Outra vez, dos fundos da casa, se ouvia tamanho barulho como se alguém quisesse arrombar a porta, era novamente o diabo: Eu quero entrar! O rapaz, já exausto, lutou com ele e conseguiu mantê-lo do lado de fora. Ao voltar, contrariado, disse a Jesus: Eu não entendo. O Senhor está na minha casa e por que o diabo fica insistindo em entrar? Sabe o que é meu filho, explicou Jesus, é que na sua casa você só me deu a sala. O rapaz humildemente entendeu a lição de Jesus e fez uma faxina na casa para entregá-la aos cuidados do Senhor. Neste instante, o diabo bateu mais uma vez á porta. O rapaz olhou para Jesus sem entender, e o Senhor disse: Deixa que eu vou atender. Quando o diabo viu que era Jesus, que atendia a porta, disse: Desculpe, foi engano, e sumiu rapidinho. Muitas vezes, é assim que acontece com o nosso coração. Entregamos a Jesus só uma parte dele, apenas a sala, ficando as dúvidas a morar no quarto, o descaso na cozinha, o medo na varanda, então lutamos e não vencemos porque a casa está dividida. Os olhos do Pai passeiam por toda a terra para se mostrar forte para com aqueles cujo coração é inteiramente seu.



BLOQUEANDO OS \"INSETOS\" ESPIRITUAIS Paulo Roberto Barbosa

" crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior
correrão rios de água viva."
(João 7:38)


Viajantes contam de uma árvore em países tropicais, cujas partes internas são, às vezes, comidas por formigas enquanto a casca e as folhas se mantêm aparentemente bonitas, e sua debilidade só é percebida quando algum vento forte a derruba. Mas não é a tempestade que a torna fraca,
revela o quão fraca era. E sua debilidade é o resultado da atuação de insetos que, por um longo período de tempo, a destróem por dentro. De certa forma, se nós permitirmos que nosso caráter seja minado por uma constante negligência às nossas obrigações, ou pela tolerância e ocultação dos pecados que cometemos diariamente, ou se cedermos às tentações que habitualmente nos assolam, não poderemos esperar nada mais do que a ruína quando as provações nos atingirem.

De que maneira nos preparamos para enfrentar as tormentas que, por vezes, se abatem sobre nós? Será que podemos dizer, com convicção, que a nossa casa espiritual está firmada e bem sólida sobre a rocha? Podemos descansar tranquilos certos de que na hora das lutas não corremos o risco de cair?

? comum cuidarmos bem do nosso exterior, arrumar com carinho
o cabelo, colocar a melhor roupa possível e estar diante das pessoas com uma boa aparência. E isso é bom, porque somos filhos de Deus e, como tais, precisamos nos apresentar de forma digna a exaltar o Seu nome.

Mas como lidamos com o nosso interior? Temos, de igual modo, procurado louvar e engrandecer ao Senhor fazendo com que o nosso coração seja puro? Temos bloqueado os sentimentos de rancor e inveja, de egoísmo e maledicências, impedindo, assim, que tais "insetos espirituais" minem a nossa comunhão com o Salvador? Temos nos colocado diante do altar de Deus em todos os momentos, confiando a Ele toda a nossa vida, para que não nos tornemos fracos e propensos a ruir diante da primeira tempestade?
Entregue seu coração ao Senhor e mesmo diante das mais duras
provas a sua fé será inabalável.