terça-feira, 28 de junho de 2011

sábado, 25 de junho de 2011


Seja paciente
Um famoso professor de Psicologia nos Estados Unidos, Harry Gilman, uma vez declarou: “Uma criança sempre vai pegar o pirulito; somente o adulto, capaz de observar e refletir, pensa nas cáries e na má nutrição”.

Em outras palavras, Harry Gilman quis dizer que somente uma pessoa emocionalmente amadurecida, que já atravessou alguma vez grandes adversidades, será capaz de observar e avaliar de forma racional as suas tomadas de decisões.

Quanto mais forte soprar o vento sobre uma labareda, mais ela brilhará na escuridão. Eis o motivo pelo qual somos provadas por Deus. O Senhor não nos permite passar pelos ventos das tribulações para nos enfraquecer (Romanos 5.3-5). Ele nos prova porque nos ama, quer nos amadurecer e ampliar a nossa visão espiritual, tornando-nos mulheres vitoriosas para a glória do Seu nome.

Portanto, se você estiver atravessando momentos de tribulação em sua casa, se não tem tido um bom relacionamento com o seu esposo ou com os seus filhos, aproveite este dia para apresentar a Deus em oração toda a sua família, os seus parentes, os seus amigos e irmãos em Cristo. Peça ao Senhor que aumente a sua fé e lhe conceda capacidade e inteligência para tomar a decisão certa que garantirá a sua vitória.

Elizete Malafaia

sexta-feira, 24 de junho de 2011


obrigada Jesus pelas dadivas recebidas em minha vida ,e a maior delas e poder ser mãe

quarta-feira, 15 de junho de 2011




Receita da minha beleza!!!

Eis aqui uma excelente receita que utilizo para melhorar minha aparência, sem o uso de cosméticos:
**********
- Para meus lábios,
uso a verdade.
- Para minha voz,
uso a oração.
- Para os meus olhos,
uso a simpatia.
- Para minhas mãos,
uso a caridade.
- Para minha atitude,
uso a retidão.
- Para o meu coração,
uso o amor.
Procuro manter um sorriso todo o tempo, pois ele é o cartão de visita das pessoas saudáveis.
Deus abençoe grandemente sua vida no nome de Jesus...
Sorria Jesus Te Ama...

terça-feira, 14 de junho de 2011



O URSO E A PANELA Autor Desconhecido



Um grande urso, vagando pela floresta, percebeu que um acampamento estava vazio, foi até a fogueira, ardendo em brasas, e dela tirou um panelão de comida. Quando a tina já estava fora da fogueira, o urso abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando tudo. Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe tinha atingindo. Na verdade, era o calor da tina... Ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a panela encostava. O urso nunca havia experimentado aquela sensação e, então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida. Começou a urrar muito alto. E quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo. Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele apertava contra o seu corpo e mais alto ainda rugia. Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima a fogueira segurando a tina de comida. O urso tinha tantas queimaduras que o fizeram grudar na panela e, seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Quando terminei de ouvir esta história de um mestre, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos serem importantes. Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes. Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero. Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos e defendemos. Para que tudo dê certo em sua vida, é necessário reconhecer, em certos momentos, que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir. Tenha coragem e a visão que o urso não teve. Tire de seu caminho tudo aquilo que faz seu coração arder. Solte a panela!

quarta-feira, 8 de junho de 2011


O Mestre e o Escorpião
Lição de vida! Relacionamento!
Aprendam isso com uma lição de vida, o marketing do relacionamento: Um mestre oriental viu que um escorpião estava se afogando, e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez, o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando.O mestre tentou tirá-lo, e novamente o animal o picou. Alguém que estava observando aproximou-se do mestre e disse: "Desculpe-me mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?" O mestre respondeu: "Ele age de acordo com a sua natureza, a natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha natureza, que é ajudar". Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida. "Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções." Alguns perseguem a felicidade, outros a criam... "Quando a vida te apresentar mil razões para chorar, mostre-lhe que tens mil e uma razões pelas quais sorrir."

OLHANDO PARA JESUS Daniel Alfa

"Mas, sentindo o vento, teve medo; e, começando a submergir, clamou: Senhor, salva-me."

(Mateus 14:30)

Um homem bem sucedido contou como aprendeu, com seu tio, muitos anos antes, a arar a terra.
Disse ele:
Eu assisti como ele começava a preparar o solo.
Primeiro ele fazia um sulco redondo no meio do campo.
Depois, seguindo dali, traçava sulcos sempre em linha reta.
Chegou, finalmente, o momento de eu trabalhar na terra, fazendo, eu mesmo, os sulcos onde as sementes seriam plantadas.
Eu sempre o via seguindo em linha reta no campo como uma seta. Perguntei, então, a ele, qual o segredo de seu sucesso.
Ele respondeu:
- "Nunca deixe seu olhar se desviar de um objetivo fixo. Olhe somente para a frente."
Então, mandando-me assumir o seu lugar, ele disse:
- "Eu vou me colocar na outra ponta e você manterá os olhos em mim o tempo todo."
Este também é o segredo de uma vida cristã vitoriosa:
Olhar atentamente para Jesus.

O cristão deve seguir a Cristo, não importa o quanto isso custe.
Devemos continuar seguindo-o, sem desviar a atenção para qualquer outro lado, traçando,
por Sua graça, "o sulco em linha reta."
Quando Pedro, no Mar da Galiléia, soube que era Jesus quem vinha andando sobre as águas, pediu-lhe que permitisse que pudesse caminhar também sobre as ondas.
O Senhor lhe concedeu e Pedro começou a andar, flutuando, sobre as águas que até então o aterrorizavam.
Mas, "prestando atenção aos ventos," começou a afundar.
Cristo tomou-lhe pela mão e repreendeu sua falta de fé.
Se não olhamos diretamente para o Senhor, desviando nossa mente para coisas que estão ao nosso redor, perdemos as bênçãos almejadas e pelo Senhor preparadas para nós.
Dessa maneira, os sulcos de nossa caminhada ficam tortos, saindo do rumo, tornando o alcance de nossos sonhos cada vez mais distante.
Olhando somente para Cristo você alcançará a bênção desejada.