terça-feira, 15 de março de 2011


PERFEITAMENTE FELIZ Paulo Roberto Barbosa

"Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente."
Salmos 16:11.

Um empresário, rico, certa vez ouviu um de seus empregados exclamar:
"Ah, se eu tivesse apenas 100 dólares agora seria perfeitamente feliz!"
Sabendo que tinha muito dinheiro e que este não lhe havia dado paz interior e nem felicidade, pensou consigo mesmo:
"Como o dinheiro não me trouxe a alegria desejada e eu posso usá-lo para ver alguém perfeitamente feliz, vou conceder-lhe o seu desejo."
Chamou o empregado e lhe deu os 100 dólares desejados e em seguida deixou o local. Porém, antes de afastar-se completamente, ouviu o empregado resmungar em tom amargo:
"Por que eu não falei 200 dólares?"
O patrão sorriu e teve confirmado o que já sabia anteriormente -- o dinheiro não torna uma pessoa "perfeitamente feliz."
A maioria das pessoas pensa, erroneamente, que pode encontrar satisfação nas coisas deste mundo. É possível que algumas delas tragam uma alegria passageira, um momento de gozo ilusório, um prazer que não tem qualquer alicerce e que pode ruir e acabar em algumas horas ou minutos.
O pior é que este tipo de alegria pode trazer conseqüências amargas para o resto da vida. Muitas vezes gastamos a maior parte do nosso precioso tempo em uma busca incessante pelo dinheiro.
Se eu tiver uma casa na praia...
Se eu tiver um carro novo, importado...
Se eu tiver um emprego que me pague muito mais...
E assim seguimos em busca do sonho dourado da felicidade fundamentada no dinheiro.
Seremos felizes alcançando nosso sonho?
É até possível que sim, mas não há nenhuma garantia de que esta felicidade durará para sempre ou mesmo por um tempo prolongado.
Só existe uma maneira de sermos "perfeitamente felizes."
É deixando o Senhor Jesus habitar em nossos corações.
Com Ele junto a nós, a tristeza e a angústia desaparecem.
Somos felizes se temos uma bela casa ou não.
Alegramo-nos se temos o mais luxuoso dos automóveis ou um bem simples ou até nenhum.
Regozijamo-nos se temos uma grande quantia de dinheiro no banco ou se as dificuldades nos fazem ajoelhar e disser: "Senhor amado, eu continuo confiando na Tua provisão."
A grande satisfação de nossa vida não está baseada nas coisas que temos, mas no Senhor que está conosco todos os dias de nossa vida.
Temos a Cristo! Temos tudo para a "perfeita felicidade."

Nenhum comentário:

Postar um comentário