terça-feira, 4 de maio de 2010




CUIDE DO MAIS IMPORTANTE Autor Desconhecido

Era uma vez o jovem que recebeu do rei a tarefa de levar uma mensagem e alguns diamantes a um outro rei de uma terra distante.
Recebeu também o melhor cavalo do reino para levá-lo na jornada.
- Cuida do mais importante e cumprirás a missão! - disse o soberano ao se despedir.
Assim, o jovem preparou o seu alforje, escondeu a mensagem na bainha da calça e colocou as pedras numa bolsa de couro amarrada a cintura, sob as vestes.
Pela manhã, bem cedo, sumiu no horizonte.
E não pensava sequer em falhar. Queria que todo o reino soubesse que era um nobre e valente rapaz, pronto para desposar a princesa.
Aliás, esse era o seu sonho e parecia que a princesa correspondia às suas esperanças.
Para cumprir rapidamente sua tarefa, por vezes deixava a estrada e pegava atalhos que sacrificavam sua montaria. Assim, exigia o máximo do animal.
Quando parava em uma estalagem, deixava o cavalo ao relento, não lhe aliviava da sela e nem da carga, tampouco se preocupava em dar-lhe de beber ou providenciar alguma ração. - Assim, meu jovem, acabas perdendo o animal - disse alguém.
- Não me importo - respondeu ele - Tenho dinheiro. Se este morrer, compro outro. Nenhuma falta fará!
Com o passar dos dias e sob tamanho esforço, o pobre animal não suportando mais os maus-tratos, caiu morto na estrada.
O jovem simplesmente o amaldiçoou e seguiu o caminho a pé..
Acontece que nessa parte do país havia poucas fazendas e eram muito distantes umas das outras.
Passadas algumas horas, ele se deu conta da falta que lhe fazia o animal.
Estava exausto e sedento. Já havia deixado pelo caminho toda a tralha,
com exceção das pedras, pois lembrava da recomendação do rei: "Cuida do mais importante!"
Seu passo se tornou curto e lento. As paradas freqüentes e longas. Como sabia que poderia cair a qualquer momento e temendo ser assaltado, escondeu as pedras no salto de sua bota. Mais tarde caiu exausto no pó da estrada,
onde ficou desacordado. Para sua sorte, uma caravana de mercadores que seguia viagem para o seu reino, o encontrou e cuidou dele. Ao recobrar os sentidos, encontrou-se de volta em sua cidade.
Imediatamente foi ter com o rei para contar o que havia acontecido e com a maior desfaçatez, colocou toda a culpa do insucesso nas costas do cavalo "fraco e doente" que recebera.
- Porém, majestade, conforme me recomendaste, "cuida do mais importante", aqui estão as pedras que me confiaste. Devolvo-as a ti. Não perdi uma sequer.
O rei as recebeu de suas mãos com tristeza e o despediu, mostrando completa frieza
diante de seus argumentos. Abatido, o jovem deixou o palácio arrasado.
Em casa, ao tirar a roupa suja, encontrou na bainha da calça a mensagem do rei, que dizia:
"Ao meu irmão, rei da terra do Norte. O jovem que te envio é candidato a casar com minha filha.
Esta jornada é uma prova. Dei a ele alguns diamantes e um bom cavalo. Recomendei que cuidasse do mais importante. Faz-me, portanto, este grande favor e verifica o estado do cavalo.
Se o animal estiver forte e viçoso, saberei que o jovem aprecia a fidelidade e força de quem o auxilia na jornada.
Se, porém, perder o animal e apenas guardar as pedras, não será um bom marido nem rei, pois terá olhos apenas para o tesouro do reino e não dará importância à rainha nem àqueles que o servem".
Comparo esta história com o ser humano que segue sua jornada na vida, tão preocupado com seu exterior, isto é, com os bens, que tudo guarda como se fosse tudo ouro, esquecendo de alimentar também a sua alma e o seu espírito com a alegria e o amor de Deus.
Certamente não cumprirá a missão, já que não sabe guardar o que é mais importante. Se você tiver a oportunidade de conhecer pessoas assim, como conheci e conheço a muitos , verá que na intimidade têm mais problemas que
você ou eu e são cercados de infelicidades ."



a Dor Vai Passar
Sérgio Lopes






O meu Deus me ensina a ouvir tua voz
Me ensina a entender os sinais
Não quero errar mais
Mas, chorei ninguém quis entender minha dor
Pessoas que falavam de amor
Não sabem amar me escondi e fechei no meu mundo
E esperei, me calei, no silêncio te escutei
Me dizer filho meu eu jamais te deixarei

REFRÃO

Tua dor vai passar com o tempo vai passar
Meu amor te levantará
Eu te separei não desistirei se clamares
Eu te ouvirei teu louvor eu receberei
Tua oferta aceitarei te amo para sempre
Me alegrarei em ti

INGRATIDÃO HUMANA Autor Desconhecido





INGRATIDÃO HUMANA Autor Desconhecido



"O boi conhece o seu possuidor, e o jumento o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende."
(Isaías 1:3)

É possível que o boi e o burro tenham mais inteligência do que nós? Claro que não, pois até nos orgulhamos de ser os únicos racionais do reino animal.
Por que então os animais conhecem o seu dono e a ele obedecem e se afeiçoam, e nós, tão dotados de sabedoria, não reconhecemos o Deus criador, mantenedor e redentor? Por que não entendemos os caminhos que Deus quer que trilhemos e não atendemos as suas orientações? Por que não lembramos de ser agradecidos
por tudo o que Ele nos dá, se é que merecemos?

Hebe era uma elefanta de muito valor do circo Barnum. Um dia, cravou um prego numa das patas e estava furiosa pela dor que sofria. O Sr. Barnum telegrafou para que o veterinário fosse para lá imediatamente trata-la. Logo que chegou o veterinário ouviu uns gemidos tremendos do animal que se movia com muita dificuldade sobre três patas, enquanto balançava a pata ferida para frente e para traz, tamanha a dor que sentia.

O moço encarregado de cuidar do animal advertiu o veterinário para que não se aproximasse. Cautelosamente o veterinário foi se achegando, e Hebe parece que entendeu que finalmente seria tratada. Enquanto examinava a elefanta, ele sentiu uma pressão sobre a sua cabeça. O domador explicou que o animal estava lhe penteando os cabelos. O veterinário constatou que era necessário
fazer uma corte profundo na pata da elefanta. O domador disse algumas palavras a elefanta e falou ao veterinário que cortasse.

Ao fazer o corte, o veterinário sentiu a tromba da elefanta sobre a sua
cabeça.

Suando muito, atingiu o abcesso, retirou o pus e fez curativo. As carícias da tromba tornaram-se mais suaves e finalmente o animal deu um suspiro prolongado de alívio.

Depois de alguns meses, ao passar por uma cidade, o veterinário viu que o Circo Barnum estava ali, e foi saber como estava sua paciente. Ele entrou numa barraca e ali estava Hebe completamente curada. Ela estendeu a tromba suavemente sobre o ombro do veterinário e levantou a pata, numa demonstração
de que não se esquecera. Havia reconhecimento e gratidão por parte daquele animal.

E nós? Será que manifestamos reconhecimento semelhante ao nosso Deus?
Ele que nos provê tantas bênçãos, tantos favores...
Reconheço-o como meu mantenedor quando ajudo aos necessitados, quando não deixo faltar mantimento na Casa do Senhor, dando minhas ofertas voluntárias proporcional ás bênçãos derramadas sobre mim.

Sempre estamos recebendo seus favores e, ingratos, muitas vezes não lhe rendemos a devida gratidão.

Pense nisto: "Deus ama ao que dá com alegria!"



Quem disse a história terminou
A última palavra é que vem do céu
Andaram comentando coisas sem saber
Até disseram: Deus não é mais com você
Mentira

Deus sabe o tempo exato em que vai agir
Quando Deus falar todos vão ouvir
Já entrei na batalha e vou decidir
Teu milagre ninguém vai entender
O Impossível é Deus quem sabe fazer
Por você Ele é capaz de parar o mundo
Tudo isso em fração de segundos
Teu milagre todos vão contemplar
O evento que Deus vai preparar
Quem te viu não vai acreditar
No que Deus faz por te amar

Quem disse "a história terminou"
Certamente não conhece do poder de Deus
Cala o inferno, abre os céus e move a terra
Se possível, monta uma operação de guerra
Só pra dá vitória aos seus

Estou ouvindo o barulho de Deus
Guerreando, batalhando pelos seus
A palavra de ordem é vitória
Tome posse do que é teu
Vejo Deus caminhando na tua frente
Desatando grilhões, quebrando correntes
Vejo inimigo fugido
A mão de Deus está agindo

Comunidade Ciência Bíblica: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=29136899



Comunidade Ciência Bíblica:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=29136899
(2 Pe:1.21).Nossa tarefa é alcançar todo o mundo com a mensagem de salvação em Cristo Jesus e aprofundar os cristãos no conhecimento da Palavra de Deus,preparando-os para a volta do Senhor.A Comunidade Ciência Bíblica é para abençoar sua vida,solidificar seu coração,nesse momento em que os homens pregam a extinção da raça humana e Jesus se prepara às Portas, mensagens que tem transformado vidas. A oposição encontra problemas: Existe um povo submisso ao Deus Altíssimo, Auto Existente em Cristo Jesus, que vem salvando e transformando vidas. O ORKUT é para Cristo!

Pr.Brunoni – Na luta para trazer o Rei Jesus Cristo de volta!

VENCER É PRECISO(Daniel e Samuel)




VENCER É PRECISO(Daniel e Samuel)



Não diga não posso
que não vai conseguir
Que tudo acabou
Que o sonho já passou
Que vai desistir
Deus não se agrada de tal decisão
Vencer é preciso
Deus está contigo
Te estendendo a mão
Não fique desse jeito
Com essa angustia no seu peito
Deus não quer te ver assim
Vc não foi derrotado
Nem por ele desprezado
Toda prova tem um fim
Pode a mãe se esquecer
Do filho q viu nascer
E o sol do céu cair
Nem que o mundo vire
o avesso,nem q o fim seja
o começo,de vc Deus não vai desistir
Vencer é preciso é só prosseguir
Deus está contigo e por isso
q te digo vc vai conseguir

Dever de sonhar...




Dever de sonhar...

"Eu tenho uma espécie de dever,
dever de sonhar,de sonhar sempre,
pois sendo mais do que
um espetáculo de mim mesmo,
eu tenho que ter
o melhor espetáculo que posso.
E assim me construo a ouro e sedas,
em salas supostas, invento palco,
cenário para viver o meu sonho
entre luzes brandas
e músicas invisíveis!"

(Fernando Pessoa)

O homem não deixa de existir quando morre, mas quando deixa de sonhar. Pr.Brunoni – Deus abençoe! Marcia Motta